Exodontia do Terceiro Molar (Siso)

O dente do Siso, popularmente conhecido como “dente do juízo” é o terceiro molar presente na boca. Seu nascimento ocorre por volta dos 17 aos 22 anos de idade, depende de cada indivíduo. No geral possuímos quatro deles, dois superiores e dois inferiores, mas isso não é regra. Há quem possua apenas três, dois, ou até mesmo apenas um.

Quando é indicado a exodontia (remoção) do siso?

  1. Quando não há espaço suficiente para ele na arcada. Ou seja, ele nasce em posição desfavorável, causando danos aos dentes vizinhos. São em algumas vezes, os sisos inclusos ou impactados.
  2. Quando já possui grande destruição causada por tecido cariado, com dor e desconforto.
  3. Nos casos em que o siso está causando danos na oclusão dos dentes vizinhos. Isto é, por não ter espaço suficiente, o siso empurra os dentes vizinhos para encontrar espaço para erupcionar completamente (nascer), causando assim um “efeito dominó” no restante da arcada.
  4. Quando há pericoronarite, que consiste em uma inflamação gengival ocorrida ao redor do siso. Geralmente a camada de tecido gengival recobre parcialmente ou completamente o dente, causando dor e desconforto. Nesse caso, a extração do dente é apenas uma opção, porém a mais eficaz, visto que, uma vez removida apenas a gengiva inflamada, ela possui chances de recidivas.

Quando devemos mantê-lo na boca?

  1. Quando o siso se erupciona (nasce) completamente e sem problemas ou desconforto.
  2. Quando há perda de outro elemento dental, e junto com a ortodontia, usaríamos para substituição de tal elemento.
  3. Quando há espaço na arcada sem causar danos aos demais dentes vizinhos.
  4. Pacientes com boa higiene oral e que conseguem higieniza-lo diariamente.